Feirão de Imóveis

Por: Anthony Lima

O Feirão da Caixa Econômica Federal, que acontece neste final de semana terá várias opções de unidades habitacionais que serão oferecidas no evento. Os preços e prazo de pagamento são algumas dos atrativos prometidos.

No entanto, comprar um imóvel na planta ou em fase de construção pode ser uma boa alternativa para quem busca realizar o sonho da casa própria. E acredite, é possível sim encontrar opções que encaixam perfeitamente com o bolso de cada um. Mas alguns cuidados são necessários para não acabar fazendo um mau negócio.

Não é só com o local e com o valor que o comprador deve se preocupar. Alguns detalhes são importantes para evitar dores de cabeça. E aqui vão algumas dicas:

a)            O primeiro passo é certificar-se sobre a idoneidade do construtor;

b)             Recomenda-se que o comprador conheça outros empreendimentos já finalizados da construtora, verifique se ela cumpriu os prazos, veja o material utilizado, bem como o acabamento da obra;

c)              Confira a documentação cautelosamente e leia a minuta do contrato atentamente, em caso de dúvida procure a ajuda de associações de mutuários ou do PROCON;

d)             A opção de comprar um imóvel na planta é sempre boa, uma vez que a valorização do bem depois da conclusão da obra é em média de 30%. No entanto a opção por esse empreendimento depende do perfil do interessado e de alguns fatores de vital importância, como por exemplo, a falta de pressa para se mudar;

e)             No estande de vendas, observe na planta de edificação a exata localização da unidade pretendida - se é de frente, de fundos, sua ventilação, incidência de luz, do sol etc.. No memorial descritivo, identifique a marca e a qualidade dos materiais e equipamentos a serem utilizados, como o elevador, azulejos, piso, metais etc.

f)               Anote tudo sobre as condições oferecidas: entrada, prestações intermediárias, índices e periodicidade de reajustes, entrega das chaves e projeção do valor da prestação com a aplicação de juros, no caso de financiamento. Saiba que, além dos juros, haverá correção por índice contratado. Se a obra for financiada por agente do Sistema Financeiro de Habitação, o índice deverá estar identificado.

g)             Verifique se o preço total e se os valores apresentados estão atualizados para a data de assinatura do contrato. Observe o prazo para o início e o término da obra, bem como a existência de multa por atraso na entrega.

h)             Guarde todo o material de publicidade: folhetos, prospectos, anúncios de jornais etc.

i)               Verifique se o projeto de incorporação está devidamente aprovado pela prefeitura e registrado no Cartório de Registro de Imóveis competente.

j)               Observe atentamente se o que consta nos prospectos e anúncios condiz com a planta aprovada pela prefeitura e com o memorial descritivo da edificação, registrados no Cartório Imobiliário competente.

Assim, antes de adquirir qualquer tipo de imóvel, fique atento ao contrato ou ao compromisso de compra e venda. Leia-o atentamente e antes de assinar o contrato, certifique-se de que as cláusulas são as mesmas da proposta ou minuta.

Em caso de ter que utilizar financiamento bancário, utilize todo o seu FGTS ou aplicações financeiras como entrada, e procure financiar no menor tempo possível, lembrando sempre que quanto maior o prazo maior juros será pago.

Por fim, para aqueles que estão adquirindo o seu primeiro imóvel pelo Sistema Financeiro da Habitação exija a redução de 50% (cinquenta por cento) de desconto nos emolumentos cartorários na hora de registrar o seu imóvel.

Com essas dicas espero que vocês tenham sucesso na aquisição da casa própria.

Boa Sorte e um bom feirão a todos.